fbpx

PLANEJAMENTO PATRIMONIAL E SUCESSÓRIO – UMA PROTEÇÃO À FAMÍLIA

Inventário negativo, você sabe o que é? – GFGA – DIREITO DE FAMÍLIA
março 11, 2021
Pensão por Morte – Direito Previdenciário
abril 8, 2021

Mesmo em tempos atuais, onde se verifica uma mudança na estrutura familiar, com famílias com diversas facetas, novos núcleos familiares se formando, o conceito e importância da família não mudou, sendo lugar indispensável para a garantia da sobrevivência e da proteção integral dos filhos e demais membros.

Ela continua sendo o esteio do ser humano, para SER um humano melhor, capaz de compreender o mundo de forma coletiva.

É da família que as pessoas extraem sua essência. Ali nascem, crescem, tornando-se adultos com toda esta carga afetiva e emocional.

Hoje o que se vê, são as famílias sucumbindo às exigências da vida moderna, reproduzindo de geração em geração, feridas no coração de seus membros.

Mas, e quando a família vive entorno de uma empresa que custeia este universo familiar? E quando esta família começa a se ramificar com agregados e agregadas e todos dependem da empresa para sua sobrevivência?

É necessário atenção e disto que este artigo trata.

Noventa por cento das empresas no Brasil são familiares, a cada cem empresas familiares fundadas no país e no mundo, apenas 30 sobrevivem à segunda geração, 15 à terceira e quatro à quarta.

Mas o que acontece para que a continuidade delas seja interrompida? Segundo Renato Bernhoeft, fundador e presidente do Conselho de Sócios da Hoft – Bernhoeft & Teixeira, um dado pode explicar esse cenário: 70% das empresas familiares que desapareceram no Brasil tiveram como causa principal brigas de família.

Ou seja, por mais que grandes empresas familiares tenham tido perenidade e sucesso, a grande maioria ainda não consegue ultrapassar os conflitos que começam dentro de casa, e o negócio principal da família desmorona junto e, com ele, não raras vezes, as famílias tem rupturas estruturais difíceis de serem reparadas.

O planejamento patrimonial e sucessório é um caminho trilhado por muitas famílias, inclusive com empresas e/ou patrimônio de pequena monta[1], para, ao menos, amenizar situações que comprometam a harmonia familiar e a continuidade das empresas.

 

[1] Núcleos familiares com patrimônio de R$ 3.000.000,00 (três milhões de reais) já estão planejando seu futuro.

 

 


[1] Núcleos familiares com patrimônio de R$ 3.000.000,00 (três milhões de reais) já estão planejando seu futuro.

Comente com Facebook

Compartilhar